Funk
Select
DJ Gá BHG - Venha fazer sua produção

Arana 'explode' funk no Corinthians e canta com Mc; Confira o vídeo

omo comemorar o primeiro gol por um time profissional? O lateral-esquerdo Guilherme Arana não teve dúvidas: foi curtir um baile funk, seu estilo de música preferido. Hoje amigo da maioria dos cantores do gênero, o jogador foi apresentado a um Mc após marcar no clássico contra o Palmeiras, no empate por 3 a 3, dia 6 de setembro de 2015, no estádio do rival, pelo Brasileirão que acabaria sendo conquistado justamente pelo Corinthians.

Por meio de um amigo em comum, Arana foi a um show e conheceu o Mc Menor da VG, um dos sucessos do funk. Antes fã, o lateral se tornou amigo do cantor, que coincidentemente é corintiano. A convite do LANCE!, eles se encontraram no CT Joaquim Grava, cantaram (veja no vídeo acima) e revelaram algumas histórias.

- Eu tinha o sonho de conhecer uns Mcs. O primeiro foi ele, e depois por meio dele eu conheci os outros. Sempre gostei de funk. Moro na zona Leste, e lá toca muito funk. Quando eu era criança, quando todo mundo saía, minha mãe brecava. Eu falava "deixa, por favor, só um pouquinho". Ela deixava, mas ficava me ligando de cinco em cinco minutos - recordou Arana, hoje aos 20 anos.

Esse "só um pouquinho" da infância tornou-se muito, principalmente em 2015. Após garantir o título brasileiro daquele ano, o lateral passou a frequentar os bailes toda semana.

- Em 2015 foi o recorde! Depois que a gente foi campeão... - disse Arana.

- Foi uma promessa. Ele falou: "Parça, se eu ganhar, vou todo fim de semana" - interrompeu Menor da VG.

- Daí todo fim de semana a gente estava junto, ia na van, subia no palco (risos)... - completou o lateral.

Menor da VG e Arana se encontraram no CT (Foto: Guilherme Amaro)


Se entre os funkeiros Arana já está bastante entrosado, tendo até participado de clipes do Mc Kevin e Mc Lan, o jogador ainda encontra certa resistência à música no CT Joaquim Grava. Durante as concentrações do elenco, ele "explode" o som e deixa alguns companheiros irritados.

- O Marciel gosta de funk, o Jadson também, o Fellipe Bastos que é do Rio e gosta dos funks de lá... Mas são poucos. Às vezes, eu coloco umas músicas e os caras ficam bravos. Eu nem ligo, me tranco no quarto. Quem vai entrar? Vão fazer o quê? Eles ficam bravos (risos). Tem uns caras chatos que reclamam, como o Walter, o Fagner... - brincou Arana, antes de ser interrompido pelo Mc.

- Mas você põe o funk muito alto? - questionou Menor da VG.

- Ponho, mano! - admitiu o jogador, sem titubear.

O funk alto acabou virando uma estratégia para Arana passar o tempo nas concentrações. Para não dormir à tarde e, consequentemente, perder o sono à noite, ele apela às músicas praticamente no último volume.

- Se jogamos no domingo, por exemplo, o treino é sábado de manhã e já ficamos concentrados. Mas se eu dormir à tarde, à noite é f..., né, Menor? Daí eu falo "o quê? vou colocar meu sonzão e já era". Não deixo ninguém dormir também (risos).

Com o sucesso em campo, Arana não descarta se arriscar em cima dos palcos. Questionado se poderia gravar alguma música, como Ronaldinho Gaúcho fez recentemente, o lateral disse que ainda sente vergonha da plateia, mas não desconsidera a chance.

- A voz tem que ser boa, né?. A gente falando aqui, tudo bem. Mas "uma pá" de gente te olhando deve ser f.... Quando eu vou num show dele, dá mó vergonha quando ele fala que eu estou lá e o pessoal fica olhando. Imagina cantando... Mas vamos acostumando. Quem sabe? Não descarto, não - disse Arana, que recebeu apoio do amigo funkeiro.

- Ele vai bem no palco, hein?! Sem mentira, falando sério. Se ele quisesse, conseguiria, mas não precisa. Já é bom no que faz - analisou Menor da VG.

Mas não é só de funk que Arana gosta. Bastante eclético, ele ouve sertanejo, samba, gospel...

- Só eletrônico que não dá! Rock também não.

O gosto por samba, aliás, faz o jogador ter vontade de aprender a tocar pandeiro. Nos churrascos com os amigos ainda falta a tradicional roda de samba para ditar o ritmo.

- Sempre converso com os moleques que falta um samba quando fazemos um churrasco. Meu pai sabe tocar, ele já teve um grupo de samba. Vou começar a aprender a tocar. E fim do ano está aí já, né? É sempre bom estar com os amigos fazendo um samba - afirmou o jogador.

Fã de música brasileira, Arana se prepara para viver outra realidade em 2018. O lateral está prestes a assinar com o Sevilla, da Espanha, e deve fazer sua despedida do Corinthians neste domingo, contra o Atlético-MG, no jogo da entrega da taça., na Arena Após a partida, ele provavelmente comemorará em algum baile. Mas e depois: levará o funk aos espanhóis ou vai se render ao flamenco, ritmo tradicional no país?


Créditos: LANCE / TERRA
Foto: Guilherme Amaro

3 semanas atrás   Tags : funk lance arana mc menor da vg

Comentários

Capa Funk Music
Carregando ...