Funk
DJ Gá BHG - Venha fazer sua produção
Nego Blue

'Música cura', diz Mr. Catra antes de subir ao palco

Notícias recentes sobre a saúde de Mr. Catra, que está tratando um câncer e tem uma cirurgia marcada para os próximos meses deixaram muitos preocupados. O cantor de 49 anos está bem, e neste sábado (4) se apresenta no Palco Atlântida, fechando o Planeta Atlântida com um show inédito em parceria com os gaúchos da Comunidade Nin-Jitsu. Para ele, a explicação para tudo é uma só. "A música cura", resume.

O show em conjunto foi ideia do festival, segundo o vocalista da Comunidade, Mano Changes. "Em outra edição, teve o palco funk aqui no Planeta e tinha 10 mil pessoas só pra ver o Catra", relembra ele. No fim do ano passado, os integrantes da banda porto-alegrense encontraram Catra durante um show em Caxias do Sul. Foi aí que conversaram e começaram a elaborar o repertório.

Mano diz que é muito fácil encontrar músicas em comum, uma vez que tanto Catra quanto a Comunidade fazem uma mistura entre rock e funk carioca. "É uma afinidade que vem da sonoridade que a gente construiu, e é parecida com a dele". O resultado é um show de funk carioca com muito batidão, mas guitarras altas e atitude rock.

O carioca conta que é fã da Comunidade. "Gaúcho sabe fazer funk sim. Tem 'mó' galera que acompanho, Mc Felipinho, Mc Jair da Rocha", diz ele, citando dois jovens funks porto-alegrenses. O momento do funk como um todo é para ser comemorado, mas Catra quer mais.

"Gosto do Mc Don Juan, do Mc Pikachu, do Mc Brinquedo, da Jojô Toddynho. O funk ainda não chegou onde queria, mas tá perto". E onde é este lugar onde o funk quer chegar? "Ele vai voltar pra onde veio. Vai passar por cima da América e estacionar lá na Europa", projeta o cantor.

O show fechou o Palco Atlântida. A banda começou empolgando o público com sucessos como "Detetive", "Na Casa do Sol" e "Ah eu tô sem erva". O show contou com a participação de Erick Endres, filho do guitarrista Fredi Endres, dividindo com o pai o instrumento.

Mano Changes homenageou Chorão, com quem fez muitas parcerias, cantando "Tudo que ela gosta de escutar".

Logo depois, Mr. Catra entrou ao palco ao som dos gritos de "Uh papai chegou", para cantar "Adultério", em uma versão pesada. E aí o show virou baile funk, para fechar o planeta com muita batida e dança.


Fonte: G1
Foto: Janaína Lopes

3 meses atrás   Tags : mr catra comunidade nin-jitsu

Comentários

Capa Funk Music
Carregando ...